Quinta-feira, 22 de Maio de 2008
Prestes a atingir a meta...

Olá, estamos na etapa final do nosso projecto.

 

Planos para esta semana :

  • Entrega do Relatório final à Professora Responsável pela Disciplina de Área Projecto;
  • Entrega do dossier de projecto e avaliação do mesmo pela professora.
  • Palestra de divulgação do nosso projecto aos nossos colegas no auditório da nossa escola, Escola Secundária João de Deus, sexta feira, dia 23, pelas 10horas e 15 minutos.
  • Palestra de divulgação do projecto à cidade de Faro na Biblioteca Municipal de Faro no sabado, dia 24, pelas 21horas.

 

 

Poste realizado por : Patrícia Mendes



publicado por g3 4 best às 12:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 15 de Maio de 2008
E o prometido é devido

 

 

Proposta de solução

“ Transporte dinâmico / Melhor Ambiente / Mais conforto ”

 

Com o diagnóstico elaborado à cidade de Faro, e estudo de relação cidade/população, a elaboração de uma nova estratégia de deslocação de pessoas à Praia de Faro irá dinamizar a potencialidade urbanística da cidade.

 

 

 

 

Assim, é pretendido com este projecto diminuir o tráfego de automóveis na ilha, o que implica uma menor utilização da ponte de acesso à ilha. Esta proposta tem assim como principal objectivo o bem-estar sócio/ambiental e uma requalificação da zona da Praia de Faro que proporcionará uma dinamização da cidade.

 

 

 

 

 

Enquadramento do Projecto na cidade

 

 

 


 

 

A beleza e apelabilidade da Praia de Faro têm grande efeito no sucesso e dinamismo da cidade de Faro. A praia de faro recebe milhões de visitantes por época balnear, o que implica um grande movimento automóvel na ilha e uma grande utilização da ponte da Praia de Faro. O estado da ponte nos dias de hoje é consequência da erosão marítima provocada pelo leito da Ria Formosa e pela sua utilização automobilística exacerbada. Isto apresenta um perigo incontestável para os visitantes da praia, tanto como para os residentes.

 

 

Assim com a diminuição do tráfego automóvel na ilha, as condições ambientais desta também irão melhorar, pois a poluição sentida será atenuada, estimulando um melhor ambiente para os frequentadores da nossa praia, e desenvolvendo um maior dinamismo para a nossa cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Diagnostico

 

 

 

 

 

 

O projecto da inovadora estratégia de deslocação à Praia de Faro, com objectivos de melhoramento das condições ambientais é por si um feito dinâmico que fortalecerá a reabilitação urbanística da nossa cidade.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

Espaço envolvente do projecto

 

O espaço em redor do projecto é muito qualificado e apelativo, já que se trata de um espaço natural onde se enquadra a maravilhosa Ria Formosa e a Praia de Faro que tem grande adesão na época balnear. Também junto do parque natural da ria formosa temos o Ludo, espaço com grande capacidade florestal ideal para passeios e pratica de vários desportos.

 

 

 

 

 

 

 

Problemas ambientais

 

 

 

 

 

 

      Erosão – sente se um grande desgaste da ponte de acesso à ilha, com probabilidades de derrocada, o que implica grande perigo para a população que frequenta a mesma.

 

 

 

 

 

 

 

 

      Poluição – O grande movimento populacional, principalmente na época balnear, envolve uma grande utilização de meios de transporte automóvel particular dentro da ilha, o que não é muito viável para o bem-estar ambiental.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Falta de estacionamento automobilístico

O espaço para estacionamento de automóveis não é suficiente para a grande adesão da população ao espaço envolvente ao projecto que é observável nos meses quentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estratégia de Solução (ver anexo após leitura)

 

 

 

 

 

 

Considerando o enquadramento e o diagnostico do projecto apresentado, e com a finalidade de reabilitar o espaço envolvente da praia de faro propõem se os seguintes temas de intervenção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parqueamento automóvel:

 

 

 

 

 

Construção de um ou dois parques de estacionamento na recta antes da curva do dique que atravessa os “parchais”, com capacidade no total para 4000 viaturas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Transporte de pessoas mediado por comboios-carro:

 

 

 

 

 

 

Aquisição de dois comboios/carro com capacidade para 40 pessoas cada, implicando a elaboração de rotas de circulação dos comboios com paragens em vários pontos da praia onde é alternada a circulação dos comboios para que o transporte de pessoas seja mais rápido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Utilização de cancela para residentes

 

 

 

 

 

 

Construção de uma cancelas antes da curva do dique da praia (uma em cada sentido), com abertura a cartão magnético, cuja posse será apenas para os comboios e para moradores legais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tráfego auxiliado por rotunda

 

Construção de uma rotunda para auxiliar a tanto a entrada no parque de estacionamento como a entrada das viaturas com autorização (comboios e viaturas de residentes legais) na ilha por intermédio da cancela.

 

 

 

Post realizado por : João Veríssimo

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por g3 4 best às 14:58
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
Progressos...
   
    

O grupo criou uma nova proposta de solução baseada noutros tantos projectos existentes.Trata-se de uma ideia inovadora para o quotidiano da praia de faro. Poderá ou nao ser uma solução para as problematicas que se sentem.

  Publicaremos brevemente um esboço da proposta elaborada.
 Esperamos que estejam atentos e que manifestem a vossa opinião.



Post realizado por: João Veríssimo e Patrícia Mendes



publicado por g3 4 best às 12:46
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 21 de Abril de 2008
Apresenções

Foi-nos pedido que colocássemos as nossas apresentações feitas à turma e ao CCC, tendo todas as informações do que temos feito tanto no 1º período como no segundo.

Contendo o diagnóstico da nossa cidade, a nossa metodologia, objectivos, propostas de solução e outras informações.


Clique aqui para ver a apresentação ao "ccc on the road"  (fim do primeiro periodo)


 

Aqui para ver o power point apresentado à turma no fim do segundo período


 

 



publicado por g3 4 best às 12:41
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Abril de 2008
Faro.. Diagnóstico da Cidade

Pontos Negativos

 

1. Relativamente a pontos negativos da cidade, retomando da periferia para o centro, a ponte da ilha de Faro, encontra-se num estado degradado. De acordo com os 145 inquéritos feitos pelo nosso grupo à população da cidade, praticamente 99% dos resultados, afirmam que a ponte está em mau estado. Propondo soluções como a construção de uma nova ponte, ou a restauração da mesma.

 

2. Um ponto negativo é o estado em que o porto de embarcações (a doca) se encontra. As paredes de suporte estão em mau estado e não há manutenção frequente, há lixo espalahado pela água que a polui bastante. Aquando a maré vaza, é desagradável, pois esta liberta um cheiro incómodo, o que afasta os m,unícipes mas principalmente os turistas daquele espaço, que poderia ser um espaço muito bom de lazer e passeio.

 

3. Outro aspecto é o pouco uso que damos aos nosso recursos. Faro, "cidade do mar" está repleta de sol todo o ano, e o aproveitamento desta caracteristica de Faro é quase nulo. O que poderia ser uma opção para a diminuição do consumo de energia, não é.

 

4. Outro ponto negativo é a via que dá acesso à Universidade nas Gambelas. Sendo um caminho desapropriado para acesso a uma universidade, este é também desgradável para a sua condução durante o periodo em que existe mais tráfego, demorando por vezes cerca de 30 minutos para sair do local.

 

5. Quanto ao passeio ribeirinho, um aspecto importante a salientar é a sua falta de divulgação, e o seu mau estado. Um projecto inacabado, esta zona poderia vir a ser uma útil e encantadora via de passeio, tanto para ciclistas ao longo de uma ciclovia, ou, até mesmo a pé. Este espaço viria a ser um aspecto de atracção da nossa cidade.

 

6. De acordo com o ponto anterior , este poderia servir como mais um espaço verde na cidade de Faro, visto que, existe uma lacuna de zonas "Verdes" tal como referi anteriormente, existindo apenas duas.

 

7. No ambito do nosso projecto, a Pousada da Juventude está inserida como um ponto negativo  na cidade de Faro. Um lugar que poderia ser muito útil para os jovens, está neste momento praticamente desconhecido devido a várias razões, como a falta de condições para a sua utilização, entre outras.

 

 

Post feito por: Patrícia Mendes



publicado por g3 4 best às 13:13
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 10 de Abril de 2008
Prespectivas Futuras

O proximo objectivo é modificar os projectos referentes á alteração da ponte da ilha de faro e á construção de um parque de estacionamento nas imediaçôes ja realizados por entidades especializadas, como arquitectos e engenheiros, de modo a que se torne possivel a realização dos mesmos. Continuaremos a tentar sencibilizar a população para os problemas por nós identificados e que requerem toda a atençao e adesão possivel.

 

Post realizado por José M. e Tiago C.



publicado por g3 4 best às 14:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

As Pautas! (2º Período)

Comentário ás notas finais do segundo período

 

Neste segundo período houve uma maior dedicação de todo o grupo em relação ao projecto, uma muito maior interacção intra-grupo e todos apreciaram o trabalho realizado, que apenas requer o "limar de arestas" menos positivas. Todos os elementos do grupo esperam melhorar bastante a nota final, porque todos concordam que a nota atribuida a cada um nao é o reflexo do esforço realizado.

 

Post realizado poe José M. e Tiago C.



publicado por g3 4 best às 14:04
link do post | comentar | favorito

Faro.. Diagnóstico da Cidade

Pontos Positivos

 

1 Começando pela periferia de Faro e, apontando os "aspectos positivos" da cidade, podemos constatar, que Faro tem um Aeroporto Internacional, um ponto importantíssimo, visto que, é um meio de ligação entre o Algarve e vários países... Facilitando também o transporte de mercadorias, e contribuindo para um maior aumento de turistas no Algarve, havendo assim um aumento de comércio, e um enrequecimento das diferentes cidades mais "turísticas" da região.

 

2 Faro tem também uma ilha, a ilha de Faro, um aspecto importante a notar, uma vez que existe um grande movimento de pessoas na "nossa" praia, mais propriamente na época do verão, tanto turistas como portugueses, sendo portanto valorizado como um aspecto atractivo para a cidade.

 

3 Continuando mais especificamente na periferia de Faro, e não muito longe da praia, encontra-se a Ria Formosa, uma reserva natural, protegida, sendo considerada como uma das mais bonitas riquezas naturais do Algarve, tanto pela variedade dos seus ecossistemas como pela sua localização. Este parque natural, funciona como abrigo para aves migratórias e espécies muito raras. É um espaço muito procurado por turistas, pela sua bela paisagem e tranquilidade, e por muitos desportistas, sendo um lugar perfeito para dar uma caminhada, correr, ou mesmo andar de bicicleta, entre outros... É também um local importante para a prática de experiências e análises no âmbito do curso universitário, Biologia Marinha.

 

4 Outro ponto fundamental de referir, é pois a existência de uma universidade. A Universidade do Algarve, UALG, é um meio importante para o desenvolvimento da cidade, uma vez que, o seu papel fundamental é informar e fornecer o "conhecimento" a todos os estudantes... Desenvolver centros de estudo, e de pesquisa tanto a nível estatístico, como a nivel laboratorial, contribuindo de certo modo para o desenvolvimento da cidade, atraindo jovens e "artistas" para o local.

 

5 O Forúm Algarve, local predilecto de muitos "Algarvios", teve um impacto sobre o comércio do centro da cidade... Lojas e restaurantes a nível mundial, atraem cada vez mais pessoas a visitar este centro, diminuindo o comércio na baixa de Faro.

 

6 Em 2005, deu-se a inauguração de um novo teatro em Faro. O Teatro das  Figuras, é um ícone importante na cultura desta cidade, apresentando peças, espectáculos, e concertos  de renome internacional. Conhecimentos, ideias e diversas culturas são transmitidos ao público de acordo com os vastos espectáculos.

 

7 Um marco relevante é a cidade velha, envolvida pelas muralhas, é então um ponto de atracção turística , não só pelas imagens e características antigas mas também por museus que se situam no seu interior, nomeadamente o Museu Municipal de Faro, instalado no Convento de Nossa Senhora da Assunção.

 

8 Na área da cultura não podemos deixar de salientar o Centro de Ciência Viva de Faro. Situado na Rua Comandante Francisco Manuel, neste centro o visitante é convidado a participar e descobrir o mundo real e virtual, através da exposição sobre o Sol, navegação CIberEspaço, observação dos planetas e Mediateca, entre muitas outras actividades.

 

9 A baixa de Faro também é um ponto positivo na nossa cidade. Este ao proporcionar um belo espaço para andar, passear, e sobretudo disposto a oferecer diversão, é um dos destinos de muitos farenses não só á noite como também durante o dia. Para além da rua da lojas e de todos os restuarntes, este erspaço promove actividades de lazer consonte a época, ora são concertos, ora espectáculos, feiras artesanais, comércio urbano, e na época de campeonatos de futebol tanto a nivel europeu como a nivel mundial, são passados em directo os jogos nuns paineis gigantes, proporcionando assim bons momentos ao municipes, como também a todos os visitantes. Este espaço para além destas actividades vai também revitalizar o centro da nossa cidade.

 

10 Algumas pessoas para se deslocarem para a baixa necessitam de meios de transporte e uma vez que à noite os transportes públicos não se encontram em circulação, têm que recorrer aos seus automóveis, tendo de apelar aos parques de estacionamento. Ao redor do centro da nossa cidade estão disponiveis dois parques de estacionamento com bastantes lugares, facilitanto assim deslocamento e à não perca de tempo à procura de lugar. Sendo então um aspecto positivo uma vez que não irá impedir os municipes e os visitantes de poder vir visitar o centro de Faro, a "Baixa".

 

 

Post feito por Patrícia Mendes.



publicado por g3 4 best às 09:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Abril de 2008
Solução para o Acesso e Parque de Estacionamento da Ilha de Faro

A ideia do acesso à Ilha de Faro, tal como foi pensada inicialmente, subentendeu alguns aspectos que coadjuvaram a solução, mas que não foram de todo mencionados e que de alguma forma podiam ter ajudado a mobilizar mais pessoas em torno desta iniciativa.

 

Centrando-me apenas na solução propriamente dita, há alguns aspectos a ter em conta.

 

 

 

1- Construtivamente pensámos os passadiços que flutuariam ou que seriam apoiados por colunas de betão.Esta solução permitiria diminuir o impacto ambiental causado por outra qualquer solução que envolvesse largas movimentações de terra, sendo também mais económica e célere a sua concretização.

 

 2- Pensámos em complemento, e de forma a melhorar todo o ambiente urbano da própria Ilha, que seria possível reduzir o número de lugares permitidos para estacionamento para metade, uma vez que estava salvaguardado o parqueamento automóvel na proximidade da Ilha, bem como o seu acesso.

 

3- Discordamos com a proibição de circulação automóvel a não residentes na Ilha, porque acreditamos que a Ilha não é de ninguém mas sim de todos e o facto de alguns privilegiados lá possuírem habitação não lhes conferirá o direito de exclusividade à mesma.Assim, quem acedesse à Ilha via automóvel, ao se acercar da ponte e reparando na luz vermelha, voltaria para trás e estacionaria no parque de estacionamento proposto.

 

4-  Finalmente pensámos que este parque de estacionamento, executado em terra compactada, poderia ser dotado de um pequeno equipamento de apoio com café, bar, sanitários, e que funcionaria como uma "rótula" articulando o percurso desde Faro até ao referido parque (Via Ria) e desde esse até à Ilha ou desde esse até à Quinta do Lago (percurso muito utilizado presentemente

 

Post realizado por José M.



publicado por g3 4 best às 14:30
link do post | comentar | favorito

Avaliações Relativas ao 2º Período

José Neto - ------------13 valores

 

João Veríssimo ------14 valores

 

Francisca Campos -13 valores

 

Patricia Mendes -----14 valores

 

Ruben Santos -------14 valores

 

Tiago Calisto --------14 valores

 

 



publicado por g3 4 best às 14:05
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Opinião do especialista Dr. Alveirinho Dias acerca da problematica da erosão que se sente nas ilhas barreira da ria formosa:

 

 

“A construção de esporões, tal como está prevista no POOC, pode resolver temporariamente alguns problemas na zona de construção mas vai colocar em risco toda a Ria Formosa, a nascente da Península do Ancão, até Cacela e o Barril”

 

“O problema é que as pessoas pensam só no curto prazo e acham que a engenharia, só por si, consegue resolver tudo”

 

“O risco de derrocada da ponte da ilha de faro é um problema clássico de engenharia, mas a dificuldade é que para fazer a ponte há um aterro e a corrente, muito forte naquela zona, é canalizada para aí, causando a erosão dos alicerces e da margem em que assenta a estrutura”

 

 

 

Comentário de (Re)Projectar Faro

 

Segundo Alveirinho Dias a contrução de esporões na ilha de Faro só vai adiar o recuo da zona dunar da ilha, que consequentemente vai afectar as ilhas mais a este havendo assim uma  maior erosão nestas.

Actualmente, não existe solução para esta problemática, apenas algumas formas de remediar o problema.

Acerca da ponte da ilha de Faro, a solução era aumentar a area de fluxo da agua da ria formosa movida pelas correntes, construindo uma ponte maior .

 

 

 



publicado por g3 4 best às 12:52
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
Alerta, Drástica erosão costeira na costa sul

"Os restaurantes Tobias e Trópico, localizados na Praia dos Três Irmãos, em Alvor, estiveram em perigo de derrocada, esta terça-feira, devido à acção continuada do mar, que levou grande parte da areia de sustentação destas infraestruturas. "

Segundo este proprietário, a situação é resultado de uma «acção continuada do mar, devido ao tempo de Sueste, que desde há duas semanas tem comido a areia».

Rui Inácio explicou que a situação se agravou no domingo, devido «ao vento e ao mar e continuou até ontem à noite [segunda-feira]».

Esta quarta-feira, Rui Inácio deverá proceder à remoção das passadeiras e das escadas de acesso ao restaurante que ficaram completamente danificadas, num prejuízo que deve rondar os «10 mil euros».

Embora o Trópico tenha seguro, este «não prevê situações de acções prolongadas do mar», explicou Rui Inácio.

Esta reposição de areia permite dar alguma segurança à estrutura, mas o proprietário do espaço diz esperar pelos próximos dias «para ver o que acontece», frisando que a situação do mar deverá voltar a agravar-se na quinta ou na sexta-feira, quando se prevê nova suestada.

Informação- Barlavento online



publicado por g3 4 best às 13:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008
...

Feliz dia de São Valentim!

para os apiaxonados,

para os solteiros

e para os casados

 

Votos de um bom dia e cumprimentos dos elementos do grupo Re-Projectar Faro *



publicado por g3 4 best às 14:53
link do post | comentar | favorito

Combate à erosão costeira no litoral já começou?

 

 

As autoridades ambientais propõem-se a fazer obras em uma dezena de praias algarvias, para evitar os efeitos da erosão costeira, disse hoje fonte da Comissão de Coordenação Regional (CCDR) do Algarve.

Embora sem quantificar a parcela que caberá ao Algarve dos 300 a 400 milhões que serão investidos pelo Ministério do Ambiente na requalificação do litoral, a CCDR adianta que as intervenções em praias com falésias prevêem alimentações de areias nas praias e intervenções nas próprias arribas.

Estão também previstas intervenções na Ria Formosa — no âmbito do Plano Estratégico da zona — e no âmbito das Unidades Operativas de Planeamento e Gestão, que pretendem ponderar e avaliar soluções para zonas de risco, como a Ilha da Culatra, a Ilha de Faro e Vale de Lobo. Este projecto de requalificação do litoral sotaventino vai continuar até 2009, no âmbito do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura/Vila Real de Santo António.

 

não adianta “chutar para oeste” os problemas (Alvarinho Dias)

Em declarações ao Observatório do Algarve, o professor universitário garante: com toda a probabilidade, nos próximos 50 anos o mar passará por cima da península, devido à destruição dos campos dunares e ao ao inexorável recuo da linha costeira.

Mas a grande batalha de Alveirinho Dias – cuja equipa científica se tem dedicado a estudar nos últimos anos a dinâmica costeira em toda a península do Ancão – é a “teimosia humana” segundo a qual basta construir alguns esporões na praia de Faro para travar a abalada de areias.

A construção de esporões, tal como está prevista no POOC, pode resolver temporariamente alguns problemas na zona de construção mas vai colocar em risco toda a Ria Formosa, a nascente da Península do Ancão, até Cacela e o Barril”, sustenta.

“O problema é que as pessoas pensam só no curto prazo e acham que a engenharia, só por si, consegue resolver tudo”, lamenta, numa crítica implícita aos políticos que, nas últimas décadas, têm vindo a defender a construção de um campo de esporões e conseguiram que essa solução passasse a letra de lei, no POOC Vilamoura/Vila Real de Santo António, que entrou em vigor recentemente

 

Sobre a ponte da praia de Faro – que numa recente entrevista à Lusa o presidente da Câmara de Faro, José Apolinário, reconheceu precisar de uma intervenção urgente -, Alveirinho Dias defende o aumento da sua extensão, para obviar a que as correntes acentuem a erosão da estrutura e principalmente, da parte interna da Praia de Faro.

 

Com a previsível elevação do nível do mar, esses fenómenos terão tendência a aumentar, o que trará como consequência a degradação dos corpos dunares e do areal, devido ao arrastamento das areias, e o consequente avanço do mar.

 



publicado por g3 4 best às 13:52
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008
A Câmara de Faro Câmara combate a erosão na ilha de Faro...

Em entrevista à Lusa no âmbito dos dois anos de mandato na Câmara de Faro, o autarca do PS José Apolinário explicou que a erosão constante das marés da Ria Formosa está a colocar em risco de derrocada a única via rodoviária que liga Faro à ilha e por onde passam diariamente automóveis e autocarros de passageiros.

"Vamos fazer uma intervenção imediata" num troço de 100 metros de estrada para prevenir o risco de ruir, explicou José Apolinário, referindo que em Novembro será apresentado o projecto de intervenção e estima-se que no mês seguinte a obra avance.

 

O autarca de Faro anunciou ainda que a ponte também será alvo de intervenção a breve trecho, prevendo-se a construção de uma alternativa em madeira ao lado da actual passagem, destinada ao trânsito de bicicletas.

O processo de erosão na estrada que dá acesso aos automóveis para a Ilha de Faro "é um processo que vem desde a construção da ponte e do dique", disse à Lusa Óscar Ferreira, professor da Universidade do Algarve e especialista em dinâmica costeira.

Para se fazer a ponte foi construído um dique e o canal ficou condicionado, e como consequência, mais estreito, o que causa um aumento da corrente na zona e maior erosão, explicou à Lusa o especialista em erosão costeira.

Durante a construção da ponte da Ilha de Faro foi necessário fazer um dique para ligar a estrada à passagem aérea e esse dique assenta em entulho e areias e pode ter chegado agora a altura de intervir, observou o especialista.

A zona [dique e ponte] foi "descalça de areia" e não pode ficar sem sustentação, porque caso perca a sustentabilidade pode cair, tal como aconteceu com a Ponte Hintze Ribeiro, em Entre-os-Rios, alerta o especialista.

 

Uma outra obra de urgência no concelho de Faro é a conclusão da Circular Norte, que ficou interrompida na EN 2, porque "não só serviria todos os automobilistas que atravessam Faro pela EN 125, como melhoraria o acesso à cidade de todos os que vêm dos concelhos limítrofes para trabalhar em Faro", considerou o autarca.

José Apolinário defende que a obra da variante que fará a ligação de Faro ao Rio Seco, na direcção de Olhão, deve ser integrada no pacote de intervenção de requalificação da EN 125.

Actualmente o projecto está com a Estradas de Portugal e em fase final da Avaliação de Impacto Ambiental.

O projecto, que teve que sofrer adaptações devido à travessia do Rio Seco e da Ribeira das Lavadeiras, será depois enviado para a Agência do Ambiente para que esta se pronuncie sobre o impacte ambiental.

 

A cidade de Faro recebe 60 mil carros todos os dias pela entrada de Loulé (30 mil veículos), por Olhão (21 mil) e por São Brás de Alportel (nove mil).



publicado por g3 4 best às 14:11
link do post | comentar | favorito

»Playlist «
»Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30
31


» Arquivos «

» Maio 2008

» Abril 2008

» Março 2008

» Fevereiro 2008

» Janeiro 2008

» Dezembro 2007

» Novembro 2007

» Outubro 2007

» Posts Recentes «

» Prestes a atingir a meta....

» E o prometido é devido

» Progressos...

» Apresenções

» Faro.. Diagnóstico da Cid...

» Prespectivas Futuras

» As Pautas! (2º Período)

» Faro.. Diagnóstico da Cid...

» Solução para o Acesso e P...

» Avaliações Relativas ao 2...

»

» Alerta, Drástica erosão c...

» ...

» Combate à erosão costeira...

» A Câmara de Faro Câmara c...

» Mudança de planos...

» Os gráficos...

» Sentimos a evolução...

» Inquéritos...

» CCC "on the road"

» As Pautas!

» "Deveria ser tão natural ...

» Vestidos a rigor

» Faro...

» O Tesouro

» Problemas a resolver...

» Significado da imagem...

» Nos...

»links